Depressão: Sintomas e Tratamento

A depressão, ao contrário do que se pensa, é um problema de saúde sério e que merece cuidados como qualquer outro tipo de doença. Apesar de ser comum em todas as fases da vida, ela é mais frequente a partir dos cinquenta anos, principalmente por estar associada à diminuição de produção de certos hormônios.

Seus principais sintomas são: tristeza profunda, apatia, perda de sono e apetite, mas dependendo da pessoa pode ocorrer o contrário: excesso de sono e de apetite, baixa auto-estima, entre outros.

idosos no banco Depressão: Sintomas e Tratamento

Depressão: Sintomas e Tratamento

A depressão surge a partir de um evento causador de tristeza profunda, como a morte de alguém querido, perda de um emprego ou rompimento de algum relacionamento sério, mas, pode também, ser um problema hormonal ou, pode ainda, surgir em decorrência de doenças crônicas.

Para tratar a depressão, o primeiro passo é reconhecer a doença como um problema sério e deixar de lado a noção muito corrente de que depressão não é doença. Em seguida, é preciso procurar ajuda de um especialista – psicólogos, psiquiatras, ou analistas, dependendo da gravidade do problema.

As sessões de terapia são fundamentais e complementam os resultados do uso de medicamentos. A medicação a ser utilizada pelo paciente deve ser acompanhada por médicos, que vão avaliar o efeito e de que maneira estão progredindo na reposição de hormônios, a principal função dos remédios no tratamento da depressão.

Por isso, quem tem depressão e qualquer outra doença que exija um acompanhamento médico, pode encontrar facilidade nos serviços oferecidos por planos de saúde. Quem está enfrentando a doença e já tem mais de cinquenta anos pode procurar planos específicos para a terceira idade.
Outro fator indispensável para tratar a depressão é a ajuda da família, que deve estar presente em todas as etapas do tratamento, oferecendo apoio, carinho ou simplesmente companhia para distração.

A depressão pode ser curada, entretanto, é preciso que quem já teve a doença, em muitos casos, continue tomando medicamentos e mantenha uma rotina leve, sem stress e muitas preocupações. É recomendável também que a terapia não seja deixada de lado, pois as sessões ajudam na diminuição do nervosismo e ansiedade, além de proporcionar momentos de distração e relaxamento, que ajudam a diminuir os sintomas da depressão e evitar que eles retornem.

 

Gostou? Então Compartilhe!
This entry was posted in Uncategorized.

One Response to Depressão: Sintomas e Tratamento

  1. Lenita says:

    Olá, muito boa a sua abordagem sobre o idoso, aqui em nossa família, já passamos por muita coisa relacionada a idade, depressão, Mal de Alzheimer, osteoporose, etc.
    Sempre é bom ter alguém que nos informe ou oriente sobre como proceder ou mesmo entender o que se passa.
    Obrigada, abraço.
    Lenita Vidal

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>