Como Prevenir Doenças Cardiovasculares

As doenças cardiovasculares são responsáveis por mais de 30% das mortes que ocorrem no Brasil. Entre elas estão as AVC`s, hipertensão, ataque cardíaco, aterosclerose e outras. A maioria das DCV`s resulta de um estilo de vida inapropriado. Entre os principais fatores que ocasionam estas doenças estão a má alimentação, tabagismo, álcool, sedentarismo, obesidade, além do stress do dia-a-dia.

E como para qualquer tipo de enfermidade, a prevenção é a melhor forma de tratamento para as doenças cardíacas. Para diminuir o risco de problemas com o coração, uma rotina saudável, com os cuidados a baixo, pode ser muito eficaz:

- O tabagismo é uma das principais causas das doenças cardíacas. Por isso, parar de fumar é um grande passo para preveni-las;

- Controlar a pressão arterial, nível de açúcar e gordura do sangue também ajuda muito. Para manter esse controle, faça consultas periódicas;

- Fazer o cardápio diário mais saudável é muito importante. As refeições devem conter frutas, legumes, verduras, cereais, entre outros tipos de alimentos que fornecem os nutrientes essenciais para o organismo;

- Praticar exercícios regularmente. Entretanto, é preciso ter certos cuidados com as atividades físicas. Elas devem ser orientadas por um profissional e cada pessoa deve seguir o ritmo que seu organismo permite;

- Fazer exames periodicamente através de seu convênio médico, principalmente, a partir dos 40 anos, que é quando essas doenças começam a se manifestar;

- Caso tenha histórico de pessoas com problemas na família, comece a prevenção o quanto antes.

doenças cardiovasculares Como Prevenir Doenças Cardiovasculares

 Via Lookfordiagnosis

Esses métodos preventivos também fazem parte do tratamento de pessoas que já contraíram algum tipo de doença cardíaca. Além disso, o tratamento é realizado com medicação para diminuir o esforço e aumentar a força do músculo do coração e baixar a pressão arterial.

O médico especialista pode ainda prescrever remédios como diuréticos, beta-bloqueantes, inibidores ECA (grupo de remédios usados principalmente para tratar hipertensão e insuficiência cardíaca congestiva) e digitálicos.

É importante lembrar que a medicação deve ser prescrita por um médico especialista, que deverá, também, fazer o acompanhamento dos efeitos que os remédios estão causando no organismo.

E, como as doenças cardíacas não têm cura, são doenças crônicas, o paciente deve se conscientizar do vínculo constante que ele terá com os médicos, os remédios e, principalmente, com uma rotina saudável. Tudo isso, para evitar as consequências que essas enfermidades podem trazer.

Gostou? Então Compartilhe!
This entry was posted in Uncategorized.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>